Campo Grande, 21 de Junho de 2018



amarok

Categorias



 

x Rural News Ms 13/06/2018 - 10:00:23

MS: Vazio Sanitário da Soja começa na sexta-feira dia 15


dia do agricultor

Começa na próxima sexta-feira 15, o vazio sanitário da soja, período em que é proibido o cultivo da oleaginosa para reduzir a quantidade de esporos da ferrugem asiática diminuindo a possibilidade de incidência da doença, o período segue até 15 de setembro, em Mato Grosso do Sul.

 

Nestes 90 dias os produtores não poderão cultivar o grão no estado e ainda deverão eliminar todas as plantas voluntárias, conhecidas como guaxas ou tigueras, nas propriedades, seja por meio de processos mecânicos ou químicos.

 

Além de não plantar o grão, os produtores devem eliminar todas as plantas voluntárias – conhecidas como guaxas ou tigueras – nas propriedades, seja por meio de processos mecânicos ou químicos, e antes de plantar ele deve ficar atento ao prazo de cadastramento das áreas onde será feito o cultivo da soja.

 

Esse cadastro é obrigatório e os dados recebidos são mantidos no banco de informações da Iagro servindo de base para identificar o total de área plantada, prevenir os agricultores vizinhos quando houver foco da ferrugem por meio de alerta sanitário, além de facilitar as atividades da equipe da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro).

 

A Medida preventiva é uma estratégia de manejo para reduzir o inóculo nos primeiros plantios, diminuindo a possibilidade de incidência de ferrugem asiática no período vegetativo e, consequentemente, reduzindo o número de aplicações de fungicidas e o custo de produção. O período de 90 dias foi estabelecido considerando que o tempo máximo de sobrevivência dos esporos no ar, que é de 55 dias.

 

O descumprimento das normas do vazio, de acordo com a Lei, pode implicar em autuação da Iagro e multa de até mil UFERMS, que é a Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul. A unidade teve seu valor estabelecido para o mês de junho em R$ 24,66.

 

Para sanar quaisquer dúvidas e prestar maiores esclarecimentos a Agência coloca à disposição do produtor o telefone 0800 647 2788.

 

 

Ferrugem em MS

 

Mato Grosso do Sul encerrou a safra 2017/2018 de soja com o segundo maior número de casos de ferrugem asiática do país. Segundo o Consorcio Antiferrugem, a parceria público-privada que atua no combate a doença, o estado registrou na temporada 114 ocorrências. O número é superado apenas pelo do Rio Grande do Sul, que contabilizou 125. Em todo país foram 641.

 

Em relação a safra passada, 2016/2017, o número de casos em Mato Grosso do Sul cresceu 78,12%. Também foi a maior incidência das últimas nove temporadas. O último surto havia ocorrido na temporada 2009/2010, quando os agricultores sul-mato-grossenses contabilizaram 333 ocorrências da doença.

 

Nesta temporada foram registrados casos em 15 municípios do estado: Antonio João, Aral Moreira, Bonito, Caarapó, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Dourados, Itaporã, Laguna Carapã, Maracaju, Naviraí, São Gabriel do Oeste e Sidrolândia.

 

O maior número de registros ocorreu em Chapadão do Sul, com 65, seguido por Maracaju, com 11 e São Gabriel do Oeste, com 9 casos.



Mais Notícias



banner_web_-310x250px_SemanaMEI2018