Campo Grande, 19 de Janeiro de 2019



amarok

Colunistas » Na Tarraqueta - Por: Roberto Costa


Na Tarraqueta - Por: Roberto Costa
roberto costa

Miado artesanal I – A Empresa Energética de Mato Grosso do Sul (Enersul) deixou a Feira do Artesão de Bonito completamente às escuras. É que Enersul detectou um “gato” (ligação feita diretamente da rede, sem passar por nenhum relógio).

**

Miado artesanal II – Por conta do inoportuno “bichano” que estava provocando “curto-circuito” nas finanças da concessionária da energia elétrica, os expositores acabaram sofrendo um “apagão cultural”.

**

Revés – Assim que o resultado das eleições municipais em Campo Grande for proclamado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul, a lista de desempregado será acrescida de um nome de peso.

**

Atualíssimo – “Manda quem pode obedece quem tem juízo” é a regra básica que em momento algum permite que seja desrespeitada no regime capitalista. Não basta dizer amém é preciso postar-se de joelho.

**

Curupira I – O GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) deflagrou na sexta-feira, 3 de agosto, a Operação Curupira na Câmara Municipal de Deodápolis para apurar recebimento de diárias indevidas.

**

Curupira II – As denúncias que estão sendo apuradas pelo GAECO mencionam ainda que documentos da edilidade estavam sendo falsificados para obtenção de empréstimos consignados junto às instituições financeiras.

**

Curupira III – Os vereadores Expedito Ponciano (presidente da Câmara), José Manoel Rosa (vice-presidente), Márcio Teles (1º secretário), Francisco Euzébio de Oliveira, (2º secretário) e o vereador Valdecir Trevisan, estariam com “os pés voltados para o dinheiro público”.

**

Curupira IV – Os parlamentares teriam sido “orientados” pelo contador Osvaldo Ursolino da Rosa e Letícia Ramalheiro, ambos moradores de Glória de Dourados, mas que trabalham em Deodápolis e são suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção.

**

Voto a voto I – Edil Afonso de Albuquerque e Paulo Siufi Neto, ambos filiados ao PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro, disputam o cargo de vereador campo-grandense por dois objetivos: ser o campeão e votos e a presidência da Casa.

**

Novidade no front – Dos sete candidatos à sucessão do prefeito Nelson Trad Filho, não será nenhuma surpresa se houver alteração na composição de uma dessas candidaturas com a substituição do vice até o próximo dia 16.

**

De olho nos candidatos – O disque-denuncia do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul tem sido bastante acionado pelo eleitor contrário às mazelas políticas para obtenção do voto na base do “é dando que se recebe”. O número é fácil: 3326-0001.

**

Novo canal – Através do Disk-118 o cidadão campo-grandense pode denunciar toda e qualquer irregularidade no trânsito campo-grandense. A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) garante que o atendimento é imediato.

**

“Há pessoas que não param de se atormentar com a lembrança de coisas passadas; outras se afligem pelos males que virão. É tudo absurdo, pois o que já aconteceu não nos afeta mais e o futuro ainda não nos toca. Devemos contar cada dia como uma vida separada”. (Sêneca)




Mais Colunas


Cotação


  @30 dias
Vaca: 141,00
  @30 dias
Boi: 151,00
  Saca 60kg
Soja: 59,00
Paraiso-das-Aguas